O que irá mudar na Reforma Trabalhista

Reforma Trabalhista: O que muda agora?

Iniciamos hoje uma série de matérias sobre o que muda com a nova Reforma Trabalhista

Novo projeto aprovado no Senado só depende agora de ser sancionado pelo Presidente Michel Temer para entrar em vigor, todas as alterações passarão a ter valor em 4 meses, mais o que realmente muda na vida dos trabalhadores brasileiros, o que é sensacionalismo e o que é realmente relevante para nossas vidas neste assunto tão debatido nos últimos dias.

O projeto que altera a Reforma Trabalhista aprovado no Senado nesta terça-feira 11/7 altera mais de cem pontos da CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas), publicada em 1943. O ponto central da proposta é permitir que as negociações entre empresas e empregados, ou entre sindicatos e empregados, tenham valor legal, o chamado “acordado sobre o legislado”.

Para os críticos da reforma, essa liberalidade permitirá negociações que reduzem direitos dos trabalhadores. Já os defensores da reforma trabalhista alegam que ela atualiza uma legislação envelhecida e protecionista, abrindo caminho para um ambiente de maior geração de empregos.

Além de dar força para as negociações, a reforma permite alterar limites já estabelecidos, como duração de contratos temporários, trabalho autônomos e atuação dos sindicatos, além de criar novas regulamentações – para home office e trabalho intermitente.

Como tudo que é novo nos assusta e causa medo, e o momento que estamos vivendo no país não é dos mais favoráveis em níveis de confiança politica precisamos buscar nossas próprias fontes para uma melhor interpretação do que vem por ai, e como nos posicionarmos diante desta nova situação nacional

 

 

Artigos, Blog

Deixe uma resposta